Eu não sou mais fit para a Cris Barros

 Cris Barros Awtunm/Winter 2018 

Cris Barros Awtunm/Winter 2018 

Vejo um futuro em que as marcas não vão mais gastar dinheiro enviando mala direta para as clientes com lançamento de coleção e etc. A não ser pelo fato de que o último card que eu recebi da Cris Barros estar rolando pela casa em diferentes pilhas de correspondência me lembrando que preciso jogar ele fora, não dei muita bola para o que tinha ali. O impacto de receber uma mensagem no whats da sua vendedora com o lookbook da coleção é infinitamente maior. Mas pra isso ser efetivo, você precisa a) ter uma vendedora que tenha seu telefone b) gostar de receber esse tipo de mensagem e isso depende totalmente da sua privacidade e se você curte a marca em questão. 

Recebi algumas fotos da Cris Barros pelo whats. Eu tenho uma relação estranha com a marca. Eu curto, mas praticamente não compro. Eu já comprei muito, fato. Mas era tão diferente. Toda a experiencia era diferente, as vendedoras eram familiares, todas tinham rostos conhecidos que te recebiam super bem, não importa o quanto você estava disposta a gastar ou se você é 36 ou 42. Isso começou lá atrás, quando a Cris Barros ainda era Wardrobe e todos meus vestidos de casamentos eram da Cris Barros. Ou porque eu comprava ou porque as minhas amigas compravam e a gente trocava - thank god essa fase já passou, hoje seria falência. Lembro de uma coleção que me tocou profundamente, a última com a pegada romântica que era tão dela. Não lembro o ano, deveria ser 2007/2008. Foi perto de uma coleção que ela virou totalmente dark, foi tão polar que me chocou e fiquei tentando entender o turbilhão de sentimentos que a Cris Barros, estilista e criadora daquilo tudo, tinha dentro dela. 

Quem conhece e acompanha a marca consegue identificar que está usando um look Cris Barros, e não sei se acho isso bom ou ruim. Mas hoje me sinto desconfortável com essa certeza. Se chego em um evento sei exatamente quem está de Cris Barros e normalmente são meninas que seguem um fluxo, estão sempre de Cris Barros ou com variações da marca que são tipo Cris Barros. Tudo bem que eu também estou sempre com a mesma variação do mesmo look, isso se chama signature style. A questão não é essa.

Eu enxergo que a Cris Barros deu o shape desse signature style. Ela definiu um novo look e estilo de se vestir, e não as pessoas que se vestem com o estilo X usam Cris Barros. Um dia me disseram que meu estilo é um básico sofisticado, concordo. Estou sempre de jeans + camiseta e um sapato legal. Mas eu diria que o estilo de muita gente é Cris Barros, só não sei que estilo é esse. Penso em Celine meets Lenny Niemeyer after a few drinks, mas não sei o nome disso. Sempre que eu imagino uma roupa da Cris Barros, penso em uma mulher alta, morena, sexy e com hair and makeup impecáveis - acho que é esse o ponto do meu incômodo. Porque uma mulher maquiada? Consequência das fashion bloggers? Ou acho a roupa sofisticada demais para o meu dia a dia e se for usar preciso estar com hair and makeup perfeitos? 

Cris Barros pra mim virou label de evento. Compro alguma coisa quando tenho um propósito, não é mais uma loja que eu vou comprar uma peça da coleção nova porque eu gosto. Continuo amando a maioria do que vejo, mas hoje eu faço a conta do aproveitamento antes de investir em uma peça. Se for uma roupa que vai me dar trabalho porque só fica bem com uma blusa de um caimento especifico, fico com preguiça. 

E eu sigo achando o custo Brasil para investir em roupa bem fora do normal. Comprar roupa no Brasil (e produzir também!) é muito caro e a oferta de marcas realmente legais, com produtos diferentes, tecido e acabamento bom continua pequena e limitada. Então na hora de escolher, prefiro investir em labels menores, com uma produção menor, garimpar algumas coisas em brechós e comprar fora. A produção da Cris Barros é surreal, as araras de todas as lojas estão sempre tão lotadas que precisa de uma legião de mulheres para comprar tudo aquilo, quase um exército. 

Já pensaram nisso antes? Quais marcas vocês deixaram de comprar nos últimos tempos? Deixem nos comentários! 

 

 

STYLE, LIFESTYLERosa Zaborowsky