Mazal Tov, a sorte que nada tem a ver com acaso

  illustration by Ruby Taylor

illustration by Ruby Taylor

Li a coluna da Leticia Wierzchowski na revista Claudia no salão outro dia, "Mazal tov e seu significado para as resoluções de Ano Novo" e to há um mês pensando sobre sorte. Escuto Mazal Tov, a palavra para “boa sorte” em hebraico a toda hora, meu marido é judeu. Aprendi que “Mazal Tov” é muito mais do que aquela boa sorte pra você contar com o acaso. A palavra carrega três significados: estar na hora certa, no lugar certo e saber aproveitar essa oportunidade. O que faz muito mais sentido! É muito frustrante você pensar que algumas pessoas são simplesmente sortudas enquanto outras estão a mercê do acaso. 

Quando eu tava grávida do Benjamin, eu ficava bem incomodada quando as pessoas me desejavam “boa sorte” - ficava frustrada em ter que contar com a sorte, algo que a gente não controla. Agora que eu entendi o signifcado de “mazal tov” me parece muito mais apropriado. Sabe aquele popular motto "The Harder I Practice, the Luckier I Get?". É como se as jogadas e as oportunidades incríveis simplesmente surgissem na frente da pessoa, mas as coisas só dão certo porque ela sabe o que fazer com aquela oportunidade, de tanto preparo, treino e estudo. 

Isso me fez pensar muito nos meus filhos e na gravidez do Ben. A gente teve que enfrentar um cenário bem complexo e que deu muito certo. Para mim durante um bom tempo, foi dolorido entender porque EU estava passando por aquilo, que azar ter que caído naquela loteria. Quando tudo se resolveu, a minha perspectiva se inverteu e eu agradeço todos os dias pela sorte que a gente teve de ter dado tudo certo, sem sequela nenhuma e de que o probleminha que ele teve se resumiu a um tremendo choque de realidade, mas nada além disso. Mas se você parar pra pensar, não foi extamanete sorte.

  • Foi o lugar onde eu tava (em um hospital com a melhor estrutura de UTI por aqui).
  • O momento (há 20 anos atrás poderia ter sido bem diferente) e a possibilidade de poder oferecer isso pra ele.
  • E a oportunidade que eu e meu marido tivemos para nos preparar e oferecer pra ele pra gente essa estrutura. 

Sorte e Talento

Outro dia conversando com a Maria Ruth, Culture and Business Editor do lolla e designer que comanda o Studio MR Jobim, falamos sobre sorte + talento. Ela me falou da frustração que sente quando as pessoas comentam “como ela tem sorte de ser tão talentosa”. Maria Ruth é super talentosa, mas não nasceu assim. Ela treinou muito e aprendeu a ilustrar, e isso não tem nada a ver com sorte. 

Diminuir o esforço das pessoas que deram certo e atribuir sucesso a sorte é tipo uma desculpa. A gente não controla a sorte que vem do acaso, logo a culpa daquilo que não deu certo é do universo e não sua. Wrong. 

Hold yourself accountable and own it

Se tornar responsável e protagonista das suas atitudes é uma das coisas mais gratificantes do mundo. A recompensa da satisfação por mérito próprio deve morar na mesma parte do cérebro que aquela sensação delíciosa que é ver o cara do Fedex na porta da sua casa. Viciante e imbatível. 

SHOP YOUR LUCK