A Talk About Prints With the Creative Director Behind MR Jobim Studio

Você já parou para imaginar todo trabalho envolvido na estampa que você usa nas suas roupas, papéis de parede, móveis ou outras superfícies? Eu nunca havia parado para fazer essa reflexão, até começar a produzir as minhas próprias estampas.

Estampa para Van Cleve / foto divulgação

Estampa para Van Cleve / foto divulgação

Cada estampa surge com uma história. Ao contrário do que alguns podem pensar, não é a livre imaginação do artista ou designer. Primeiro, acontece uma imersão, seja no movimento sócio- cultural, no período histórico, no artista plástico, músico ou qualquer que seja a inspiração do momento. Depois da imersão, existe a maturação. Eu, particularmente, acredito que seja importante dar um tempo, deixar as coisas tomarem forma em minha mente. Ganhar vida própria. Desta forma, acredito que consigo me manter fiel a referência sem ser muito literal. E, por fim, os primeiros rabiscos. Às vezes num guardanapo no café, as vezes no Procreate (app queridinho dos designers e ilustradores). Os rabiscos são seguidos por desenhos bem acabados, teste de cores, rapport, feedback do cliente, formas, proporção da estampa na peça de roupa, o tecido que irá recebê-la. As variáveis são infinitas. O trabalho é imenso. Extremamente cauteloso. Certa vez, fiquei 3 horas com um cliente medindo listras. Não queríamos que nenhuma possível cliente sentisse que as listras causariam a ilusão de aumentar seu tamanho. Sim. 3 horas. E, era apenas uma estampa de listras.

Modem/foto: FOTOSITE

Modem/foto: FOTOSITE

Desde que comecei a trabalhar no mercado de estampas, passei a dar muito mais valor para as obras de arte penduradas em inúmeras araras. Todo o suor de inúmeros designers e artistas por aí. E, é por isso que estou falando disto. Você já parou para pensar o trabalho por trás da sua peça? Como as estampas ganham vida a partir dos significados previamente nela embutidos mas aqueles que você mesmo dá?

foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

É extremamente gratificante ver uma estampa que eu fiz ganhando vida através do vestuário das pessoas. Estes dias, vi uma mulher elegantíssima, com uma estampa que fiz para a Bobstore. Ela deve ter me achado um pouco louca. Estava ao telefone e dei um grito quando a vi. Mas bem, eu sei que passei algumas muitas horas envolvidas naquilo até acertar a cor, o rapport, o tamanho ideal. E, lá estava ela, andando por São Paulo, pronta para ganhar o mundo. Era uma mulher chic, elegante e dona de si.