Delírios de consumo. Quem Nunca se Perdeu na Adrenalina das Compras?

Os Delirios de Consumo de Becky Bloom/Divugação

Os Delirios de Consumo de Becky Bloom/Divugação

Pode ser que você não goste de dizer, mas, acredito que toda garota fashion tem uma história maluca e absurda para contar…

Quem sabe alguma coisa que você acabou correndo atrás, não só literalmente! E pior, quem sabe nem sabia pelo que exatamente estava correndo, simplesmente impulsionada pelo alvoroço correu…

Já foi a um bazar especial de alguma marca bacana? Não só bazar, mas, também os tumultuados lançamentos de coleções especiais de grandes marcas com fast fashions? Você vê de tudo, e por um momento se pergunta se aquelas pessoas estão sem roupas em casa! É como se estivesse no filme ‘Os delírios de consumo de Becky Bloom’. Todas piram, enlouquecem. Fazem fila para entrar, se for possível ‘espiam’ pelas janelas para verem localizações de peças e planejam rotas, se estão com as amigas, até armam um plano que consiste em: você corre pra lá, eu para cá. E quando a porta abre? ( Coitado de quem abre.) Correm desesperadamente, porque quem chegar primeiro na arara de vestidos pega o melhor!

É uma loucura.

Provador? Pra quê?  Vai na imaginação mesmo, a fila tá muito grande.

“Olha isso”, “Lindo”, “Preciso”,  “tá barato”, “Essas peças são minhas, só deixei aí para pegar mais” … é, essas são algumas frases que podemos escutar em meio à mulheres enlouquecidas e cabides voando.

Quem compra, na fila do caixa se sente uma vitoriosa com sua pilha de “achados” ou “peças incríveis e exclusivas”. Parece até que achou um tesouro, está com os braços cheios, recebe olhares na sua direção, “nossa, olha o que ela pegou”. Quando passa pelo caixa para dar seu cartãozinho a única coisa que essa pessoa pensa é: Que ótimo negócio que eu fiz.

Bom, aí já não sei. Pode haver achados sim, pode ser que encontre uma peça incrível, mas, esse pensamento pode mudar depois de passar toda a euforia. Sim, até chegar em casa há ainda a adrenalina gerada pelo momento, quando tudo aquilo passa, e começa a analisar as compras, algumas frases empolgantes podem ser substituídas por algumas nem tão empolgantes como: “Nossa como comprei isso?”,  “O que eu estava pensando?” ou, simplesmente poderá dizer “Não acredito”.

Compras feitas por um calor do momento, e ainda mais nesse alvoroço, tem grandes chances de se  resultarem em erros. Podem dar certo? Até podem, mas a loucura do momento e o êxtase de todas estarem ali querendo algo que nem sabem o que é, mas que mesmo assim, as fazem sair em disparada e alucinadas, isso pode sim resultar em compras que logo serão descartadas, ou, arrependidas. Infelizmente.

É, essas são algumas das loucuras que nós mulheres às vezes nos vemos perdidas ali no meio, algumas correndo junto com as enlouquecidas, outras apavoradas querendo achar apenas o caminho da porta novamente, o que acaba se tornando meio difícil.