Nothing to wear? The colors might be the problem.

lolla-shopping-colors-02.jpg

Há um bom tempo li um artigo que falava sobre o eterno “full nothing to wear”. Um armário lotado, você sem opções e parece que a única saída é comprar mais. Só que você acaba comprando alguma coisa parecida que já tem no armário, usa uma ou duas vezes e cai na armadilha de novo. Esse artigo, que não encontro mais, falava que um dos motivos pra essa eterna sensação, pode estar na escolha das cores do nosso armário. Todo mundo tem uma paleta de cores preferidas, ou pelo menos se enquadra em colorido versus colorido jamais. Eu sempre fui do time do colorido jamais.

 

Meu armário é recheado de nude, cinza, branco e preto. Já teve muito azul marinho, que acabei traindo pelo verde militar. Mas de um tempo pra cá, fui tentando comprar peças que seriam minha última opção, porque fogem total da minha zona de conforto.

Tipo essa sapatilha amarela da Etoiles. Fiquei muito na dúvida entre ela e uma verde, que é bem escura e entraria nos tons de preto que já tenho várias. Tenho certeza que se tivesse comprado a verde, ficaria faltando aquele fator bombástico no look e não teria preenchido o espaço tão bem quanto a amarela.

 

A mesma coisa para a minha bolsinha de palha da Nannacay. Quando vi as fotos, nem olhei direito pra essa que acabei comprando, meu olho sempre vai para as mais básicas. Tinha duas opções, listrada em vermelho e outra em azul. Eu teria amado qualquer uma delas, mas nenhuma das duas me daria “positive shopping butterflies” (aquele sensação de comprar uma coisa que você quer muito e não vem associada por nenhum tipo de second thoughts)  como essa coloridinha me deu. Eu amei a minha escolha e não fico pensando nas outras cores como ficaria se tivesse comprado uma mais normal, que é o que eu faria. E provavelmente tentaria fechar esse gap com mais alguma outra compra, porque não ia ficar satisfeita.

 

Esse é um truque que ando adotando pra diminuir minhas compras, sem deixar de comprar o que eu quero. Só passei a pensar mais antes de tomar uma decisão, antes dar dinheiro para outra pessoa pelo trabalho dela. Enxergar a coisa dessa forma, deixa a relação com a compra mais saudável e com mais propósito. Compro porque eu quero muito aquele produto e não porque quero preencher alguma coisa que eu não sei nem o que é.

 

E apostar em cores diferentes do padrão, me dá mais opções. Aqui to falando só de acessórios, é o que faz mais sentido pra mim. Meu estilo e paleta de cores é bem definida, só to ampliando as opções de composição.

 

Você também sente que nunca tem nada pra usar? Tem algum truque pra driblar esse sentimento?