Porque você não deve esperar nada de ninguém

baixas-expectativas.jpg

Esse conselho (tão certo!) sempre me foi passado pela minha “irmã” Karin, mas eu confesso que ainda não tinha absorvido como deveria.

Sim, infelizmente não podemos esperar do outro a mesma atitude que nós temos, mas porque quando a ficha finalmente cai, é tão dolorosa?

Acho que com o passar do tempo, vamos ficando mais “calejadas” e esse sentimento vai demorando mais para nos acertar em cheio.

Mas o fato é que ele vem, independentemente de você conhecer a pessoa há uns meses, há muitos anos e, até mesmo, estar casada com ela. Invariavelmente, a frustração vem e é preciso levantar essa placa: não espere nada do outro.

Na verdade, com o passar do tempo, essa ideologia vai nos deixando até mais seletivas em nossas escolhas. Caramba, para que eu vou ficar “perdendo o meu tempo” com alguém que não está nem aí para mim? Esse tipo de “seleção natural”acaba sendo uma grande economia de energia que talvez fosse gasta com quem, realmente, não merece.

Calma, não estou aqui me rebelando (Rs!). Como eu já contei em algum outro post, sou uma canceriana com o coração mole.... mas que precisa aprender, todos os dias, que somos diferentes. E isso é ok! 

A própria palavra doar já traz o sentido de algo que se faz com amor, genuinamente. Então, celebre o outro, sempre. Ajude na construção dos sonhos, promova quem você ama, mas sempre com os pés no chão e lembrando que a vida pode não ser sempre recíproca com você. 

E isso não é nada pessoal e nada por mal. Apenas o outro pode ter uma visão bem diferente da sua, o que não quer dizer que deverá colocado “na geladeira” por um tempo.

Apenas tome o cuidado para não focar tanto em questões que não tem a ver com você, a ponto de se anular. Faça. Sempre. Mas se coloque em primeiro lugar.