Você Curte Sair Para Comer All By Yourself?

Lunching alone in Paris

Lunching alone in Paris

Depois de ler um artigo do NY Times sobre Eating Alone, I couldn't help but wonder (sorry, eu vou quote Carrie Bradshaw em todas as oportunidades), eu adoro um solo dining, acho libertador curtir uma refeição all by myself.

Já tive essa conversa com algumas pessoas, a maioria das minhas amigas não gostam de comer sozinhas, pelo menos não em público. E pra mim, comer fora e sozinha, é um dos atos de liberdade que eu mais valorizo, é como uma pausa na nossa vida cheia de gente e palpites, por pelo menos 40 minutos terei um momento só meu. Confesso que jantar sozinha em São Paulo não faz muito sentido pra mim, prefiro ir pra casa. Mas viajando, aguardo ansiosamente pela hora de comer.

Eu me sinto muito grown up almoçando sozinha e não dou muita bola para o que as pessoas em volta de mim ou até mesmo meu garçom poderão pensar. Algumas amigas comentam que não gostam dessa sensação de solidão e acham triste você não ter companhia para uma refeição. Eu tive poucos single times na minha vida e minha família é ostensivamente presente, talvez como eu sempre tive essa segurança que estar ali sozinha naquele momento não significa que eu sou sozinha e que poderia ligar para qualquer um deles saindo do restaurante, nunca vivi essa insegurança.

Uma das melhores maneiras de experimentar meals by yourself é em viagem. Eu recomendo a todas as pessoas do mundo que viajem sozinhas. Não existe liberdade momentânea maior do que essa. Poder acordar e decidir o que você vai fazer sem precisar encaixar o seu schedule com o de outra pessoa é maravilhoso, é leve e você descobre as cidades com outro olhar. Não que eu goste de viajar sozinha para qualquer lugar, mas pensa que delícia curtir NY ou Paris all by yourself? E ainda, se viajar sozinha está fora de cogitação, eu e o M. sempre nos separamos em viagens durante o dia. Ele vai fazer as coisas dele e eu as minhas, no fim do dia a gente se encontra pra jantar. Assim ninguém volta frustrado porque não deu tempo de fazer alguma coisa por causa do outro e a gente tem outras experiências para dividir depois. Um dos meus almoços favoritos em LA foi no Little Next Door almoçando al fresco, all by myself.

New York foi um dos primeiros lugares do mundo a ter um restaurante para que mulheres pudessem jantar sozinhas sem ser assediadas. Em 1970, tudo bem você fazer parte de um movimento libertário e praticar sexo livremente, desde que não jantasse sozinha. O primeiro restaurante que encorajava mulheres a jantarem sozinhas em NY foi o Mother Courage, do casal Dolores Alexander e Jill Ward, que abriu em 1972. E foi em NY que me apaixonei por esse hábito depois de um tempo estudando na FIT. Eu tomava café e jantava sozinha quase todos os dias e no fim-de-semana o almoço também era solo, libertador. By the way, foi em café-da-manhã no Starbucks que eu sempre que surgiu o nome do Lolla - ela inventava um nome para Rosa todos os dias, e um dia virei Lolla.

Um estudo feito pela NPD, uma empresa de pesquisa de marketing, concluiu que os americanos normalmente tomam café e almoçam sozinhos, e que 30% dos jantares são solo dinings. Reservas para party of one no Open Table (site de reservas de restaurante americano), cresceram mais de 60% em 2015. Na Korea do Sul jantar sozinho é quase fashionable. Como as pessoas trabalham demais, jantar sozinho não é muito uma opção, mas que no fim mostra que você não tem tempo para jantar de outro jeito, o que é cool por mostrar que você é hard worker.

“It was impossible for a woman to go about alone,” Virginia Woolf escreveu sobre Jane Austen em “A Room of One’s Own.” “She never travelled … or had luncheon in a shop by herself.”

Eu não tinha essa consciência de que faz tão pouco tempo que uma mulher pode jantar sozinha. Quando meus pais casaram, em 1973, minha mãe provavelmente não jantava sozinha. Talvez venha daí a obsessão que ela tem em continuar não jantando sozinha, ela detesta e deixa isso bem claro. Comer sozinha em um restaurante sendo uma mulher é como um protesto silencioso, um pequeno ato de rebeldia.

Você sai para comer sozinha? Vamos bater um papo sobre isso nos comentários?