Women Behind The Brand | Lili Carneiro, Co-Founder da Editora Carbono

Screen-Shot-2017-02-07-at-9.59.28-PM.png

Lili, Celina e Juba                  

Para a primeira entrevista do mês, eu bati um papo com a Lili, minha amiga querida que é Publisher da Editora Carbono - a editora foca em publicações high end para o público masculino e faz revistas personalizadas, tipo a do Fasano "Corriere Fasano" e o jornal do Victor Collor de Mello "Vic.&Co". Todas tem um projeto gráfico espetacular e um conteúdo de lifestyle super bacana. A Lili ainda é uma super mãe, do João Fernando que tem quase 2 anos e da Celina, uma gatinha de 4 meses. A Editora Carbono nasceu praticamente junto com o Juba, mom empreendedora as it best. Enjoy!

Você se formou em quê? 

Rádio e TV, Publicidade e Design Gráfico.

Sempre soube que iria trabalhar com comunicação? 

Não. Quando pequena eu queria abraçar o mundo. Daí entrei na faculdade, mas achei precoce definir o que iria fazer da vida com 17 anos. Atirei para todos os lados. E percebi que todas as balas caíram na área da comunicação. Para lá eu fui.

Como foram seus primeiros jobs? 

Comecei minha carreira na agência de publicidade Carillo Pastore EURO RSGC. Em 2007 fui para a área de criação da agência W/Brasil. Em seguida assumi o cargo de direção de programação do SBT. Em 2009 migrei para o universo das revistas e abracei a direção de comportamento da Editora Nova Criação. Lá, trabalhei em títulos como Wish Casa, Mastercard Black e Wish Report. Em 2014 montei minha própria Editora, a Carbono.

E como surgiu a Carbono? 

Meu sócio, Luciano Ribeiro, e eu detectamos esse gap de mercado quando fazíamos a revista Wish Report. Notamos que a edição de Dia dos Pais, dedicada ao universo masculino, era um sucesso de vendas. Resolvemos então lançar uma publicação que falasse com os homens mais bacanas do Brasil.

             Luciano Ribeiro e Lili no meu lugar favorito pra comprar revista @princebooks

Nunca foi tão difícil vender anúncios nas tradicionais páginas de revista. A Carbono parece estar provando que ainda tem espaço para o impresso. Já conversamos sobre isso e o nicho de mercado é provavelmente o incentivador. Mas e quanto às grandes publicações que circulam em massa? Você acha que elas vão acabar? 

Não digo que irão acabar, mas quem não souber agregar o virtual às suas publicações vai, certamente, sofrer um bocado. Na Carbono criamos “clubes” para as marcas parceiras. Ninguém mais quer comprar apenas uma página de revista para estampar um anúncio. As marcas querem um pacote: impresso, online, social (eventos de nicho).

Você como leitora, prefere ler um livro no tablet ou impresso? 

Impresso. Sou dessas que vai e volta diversas vezes, leio do fim pro começo, marco página, pulo matéria... Um tablet não acompanha as minhas manias...

Como é a presença digital da Carbono? 

Forte. Investimos bastante nessa seara e hoje temos Instagram, site e Facebook referências no universo masculino.

Como funciona o dia a dia de uma editora? 

O passo-a-passo na criação de um revista começa com o desenvolvimento de um projeto gráfico seguido de reuniões de pauta, onde são discutidos os temas que entrarão na edição. Depois disso é um “Deus nos acuda” diário na produção das matérias, textos, fotos, colaboradores, equipe, gráfica e distribuição.

Conta mais sobre a Carbono. Os títulos, produtos e serviços. 

A Carbono nasceu em janeiro de 2015 com o sonho de lançar um título próprio (sonho esse realizado em agosto de 2016). Nesse primeiro 1 ano e meio fomos trilhando nosso caminho focando na área de customizadas, como Corriere Fasano, Breton, Trousseau, Thelure, MasterCard Black, Made, Papermen, Vic.&Co, etc...

E qual seu papel na Carbono?

Sou Publisher. Mas como todo empreendedor, pau pra toda obra!

Nos tempos de Wish, qual foi a matéria que você mais curtiu fazer? 

O anuário de viagens. Pesquisei muito e assinalei os melhores hotéis, roteiros e programas de férias. Amo viajar, então produzir esse material foi como conhecer um pouco de cada um desses destinos espetaculares.

E a melhor entrevista? 

Christian Louboutin, que me contou como surgiu sua marca registrada: os solados vermelhos. Em um dia chuvoso em Paris, pensando no que poderia adicionar aos seus modelos para dar um toque especial, pairou os olhos sobre a assistente entediada que pintava as unhas de vermelho, sacou-lhe o esmalte das mãos e pincelou na sola de um sapato. Tão óbvio, porém tão genial....

Como você consegue conciliar a revista com babies? Você deve dormir umas 5h tops? 

Sinceramente? Eu não sei. 5 horas? Isso pra mim beira a hibernação!

Você acha que a maternidade mudou a sua forma de trabalhar? 

Com certeza. Trabalho com mais garra porque quero que eles tenham orgulho do que eu construí. Além disso, minha vontade de voltar para casa é muito maior, por isso organizo melhor o meu tempo e a minha agenda.

Alguma dica para quem está começando e quer entrar no mercado editorial?

Leia tudo que exista nas bancas para saber o que não fazer, afinal aquilo já existe... Tente criar algo (que seja uma manchete super inteligente) totalmente diferente de tudo que você já viu. Esteja disposto a trabalhar até tarde. Uma redação e muitos pontos do mercado de comunicação, diferente de alguns escritórios tradicionais, começam a funcionar no meio da manhã. Por isso o expediente termina no meio da noite!

Lugar preferido para um almoço com as amigas durante a semana? 

Ai, que saudades de fazer esse programa! Cada dia mais raro...

Drink favorito?

No momento ‘amamentação’: água! Daqui a alguns meses: vinho rosé na beira da piscina em St. Barths. Alguém me convida?

Programa favorito com os pequenos?

Ver animais. Seja um macaco no zoo ou um passarinho no jardim de casa, meu filho enlouquece! Fica animadíssimo apontado para os bichinhos tentando falar seus nomes enquanto dá gritos de alegria. Coisinha mais linda do mundo! A pequena só acompanha com os olhinhos curiosos... meus amores!

Follow @editora_carbono e @carbonouomo 


O “Women Behind The Brand” é uma tag super inspiradora sobre empreendedorismo e mulheres criativas. Para ler outras matérias e entrevistas com founders e creative minds, clique aqui.