6 dicas sobre 'girlbossing' da Emily Weiss, founder da Glossier

emily-weiss-copy.jpg

Minha melhor companhia na hora do almoço at the office é um podcast. Outro dia dei uma olhada nos episódios do Girlboss Radio e descobri vários episódios incríveis que ainda não tinha escutado e chocantemente o da Emily Weiss era um deles. Para quem não sabe, não sei onde você andou nos últimos tempos... ela é a founder da Glossier e do Into The Gloss e está na capa da Fast Company esse mês.

A Glossier é o resultado mais fenomenal de um blog que deu absurdamente certo. Enquanto trabalhava na Teen Vogue, Emily começou o Into the Gloss, um blog com um tópico principal, beleza. Como ela diz, “beauty was the ugly sister of fashion” – as revistas não cobriam tanto o assunto.

Durante um ano ela fotografava os banheiros e contava a beauty routine de mulheres que tinham jobs incríveis nos fins-de-semana e pela madrugada, enquanto mantinha o trabalho 9-5 na Conde Nast. E foi lá que ela começou a perceber o relacionamento que as pessoas tinham com as marcas de beleza, praticamente nulo. Elas amavam os produtos, mas a marca não tinha muita apelo. Para pra pensar, você postava suas fotos do terracota da Guerlain no Instagram como se fosse paga pela marca como o mundo faz com a Glossier hoje em dia?

Aposto que não. A partir disso ela começou a escutar o que as pessoas tinham a dizer sobre pele, cabelo e maquiagem e nasceu a Glossier.

6 girlboss facts about Emily Weiss, of Glossier

  1. Interned for Amy Astley, na época editor-in-chief da Teen Vogue

e hoje editor-in-chief da Architetural Digest. A Lena Dunham foi baby sitter da Amy, so you get this.

  1. Ela tem varias mentores, cada um com um perfil, mais criativo, business, etc. Mas dá os créditos para a stylist Elissa Santisi por ser uma girlboss que consegue tudo, principalmente ter uma família.
  1. Ela não é muito organizada e é péssima com e-mails. Entao não se cobre tanto se você for assim também, tudo pode dar certo ;)
  1. Ela é superprodutiva no avião. Ela aproveita esse tempo para ler algum livro ou responder aos tais e-mails se tiver wifi.
  1. Emily não é boa para falar em público. A estratégia dela tem sido fazer pequenas reuniões com o time da Glossier em que ela se obriga a falar para um grupo de pequenas pessoas para treinar.

Deu para perceber que ela reconhece super bem os próprios pontos fracos e sabe onde precisa de ajuda e não acha isso um problema. Não querer provar nada pra ninguém e ser mais verdadeira com você mesma pode encurtar o caminho para onde você quer chegar e te deixar mais segura. Imagina se o tempo que você perde querendo impressionar os outros fosse investido em fazer aquilo em que você é realmente boa, o resultado que essa pequena mudança de padrão traria?

Eu recomendo ler essa matéria do The Cut sobre a Emily Weiss, bem inspiradora for the girlboss in you.

WorkRosa Zaborowskyeditors pick