Movie Review: Maggie's Plan

unnamed-2-3.jpg

maggies-plan

Ando em uma fase de self searching, redefinindo várias coisas... trabalho, amizade, postura e foco. Quero fazer da minha casa o lugar mais cheio de vida, que expresse a nossa família em todos os cantos. Me pego direcionando minhas inspirações pra isso. Quero me sentir inspired the whole time e não quero me colocar em nenhuma situação de desconforto, sabe aquelas que a gente se sente inadequada? Tenho pensado muito nisso com os posts do grupo do F-uti no Facebook (blog de duas queridas cariocas que faz a gente *pensar* de um jeito bem humano). Essas situações desviam meu foco, e antes eu não sabia nem identificar quais eram as "bad situations” - agora que eu já sei, fica mais fácil bloquear e não entrar nelas de novo.

Um dos últimos filmes que eu vi - Maggie’s Plan - me pegou pela capa do poster (guilty as charged, mas consigo prever muito do que vou encontrar pelo cartaz de um filme ou pela capa de um livro) e porque tinha a Julianne Moore no elenco. Se eu tivesse lido a história antes acho que desistiria, uma mega bagunça previsível  e a protagonista é tão infantilmente egoísta que me irritou em algum momento.

Maggie (Greta Gerwig) decide ter um filho com um cara que é produtor de picles em conserva no Brooklin (very Brooklin cliche). Ele só vai emprestar o esperma pra ela. Ao mesmo tempo ela se apaixona por um cara casado, Ethan Hawke, eles se casam e tem uma filha, a Lilly. O resto eu não vou spoile.

Fora o caso da Maggie ser uma control freak manipuladora e se vestir como uma professora aposentada de 1950, ela é bacana. E eu amo como a casa dela é colorida mas com cores escuras, pensa em uma cartela de cores de outono: mostarda, azul petróleo, cinza, azul marinho e vinho. E ela só se veste nos mesmos tons da casa. É comforting.

Maggie's Plan

A Georgette (Julianne Moore), a ex-mulher é nit e impecável. Ela usa sempre o cabelo igual, com um coque alto (me identifiquei com o resto de cabelo que sobra quando ela prende o coque, igual ao meu #representatividade). A cartela da casa dela é cinza, off-white e um tom de madeira média. A do closet é off-white, cinza e pale pink. To obcecada com os sweaters de tricot que ela usou no filme e com uma botinha de um tom de cinza bem clarinho.

maggies-plan_gerwig

Por causa da Lilly, a casa da Maggie fica mais colorida, a roupa de cama do quarto dela é toda da Pehr Design - uma marca de cama, mesa e banho infantil que eu piro. Criança acumula coisa, já me conformei que vai ser impossível ter um casa nit enquanto os meus filhos forem pequenos. Mas acho que to começando a gostar disso.

https://youtu.be/ZrYPRiSk3Fc

Alguém já viu o filme? Adoraria falar mais sobre A Maggie e a Georgette. E para quem quiser ler mais sobre a construção do guarda roupa das personagens, esse artigo da Indie Wire é bem bacana.

LIFESTYLERosa Zaborowsky